Aluno da FEI desenvolve projeto mundialmente inovador para economia de água

16 marzo 2015
Aluno da FEI desenvolve projeto mundialmente inovador para economia de água

Aluno da FEI desenvolve projeto mundialmente inovador para economia de água
 
A iniciativa, que visa evitar o desperdício no sistema de aquecimento de água a gás, está na fase de captação de recursos para implantação no mercado
 
 
            São Bernardo do Campo, 16 de março de 2015 – Para evitar o desperdício de água no sistema de aquecimento a gás, o aluno de mestrado em Engenharia Elétrica do Centro Universitário da FEI, Carlos Eduardo Guedes, desenvolveu um  módulo para acoplar ao aparelho a gás e funcionar paralelamente com energia elétrica. O sistema proporciona uma média de economia de 15 litros de água por banho.
Os aquecedores a gás levam um tempo para esquentar a água do chuveiro e deixá-la em uma temperatura agradável. “Muitas vezes, as pessoas ligam o chuveiro e esperam a água ficar quente para entrar no banho e isso leva em torno de dois minutos”, afirma Guedes, criador do projeto. A ideia é evitar este desperdício e aproveitar o melhor de cada solução: a agilidade do sistema elétrico no início do aquecimento e a eficiência energética do sistema a gás logo em seguida.
Esse módulo é um compensador, que trabalha por meio da energia elétrica e conduz água já quente ao chuveiro, enquanto o sistema a gás permanece em aquecimento. Assim que a temperatura do sistema a gás alcança o nível desejado, o sistema de controle é desativado e não fornecerá mais potência. Desta forma, o aquecedor a gás passa a ter total autonomia na sua atuação. Dentro do módulo há uma placa eletrônica microprocessada que, por meio de um algoritmo, é capaz de controlar o aquecimento e diminuir em 95% o tempo de espera.
“Em um grande condomínio que tenha 400 apartamentos, com uma média de quatro moradores para cada um e dois banhos por dia, o desperdício chega a 18 milhões de litros por ano. Considerando que a média de economia de água por banho é de 15 litros, a economia é enorme e muito importante, principalmente diante da crise que estamos enfrentando”, explica o aluno da FEI.
Mundialmente o projeto é totalmente inovador e já foram realizados diversos testes para seu funcionamento. Hoje encontra-se em fase de captação de recursos e parcerias para desenvolvê-lo e implantá-lo no mercado.